Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Anthurium crystallinum

antúrio-cristal, antúrio-veludo

Foto de Emőke Dénes, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

As folhas, de textura aveludada, tem formato de coração com veios brancos ou prateados ressaltados, dando a aparência de estarem cristalizados, podendo alcançar até 30 centímetros de comprimento.. É uma planta epífita, o que significa que na natureza cresce sobre outras plantas, mas não é parasita. Precisa de umidade ambiente alta, acima de 60%, devendo ser pulverizada com água não clorada diariamente. Um substrato bem drenado é essencial, sendo uma mistura de terra para epífitas com turfa, casca de pinheiro e perlita.

O Anthurium crystallinum é muito apreciado em coleções de plantas de interior por suas folhas atraentes. É ideal para terrários e jardins verticais, onde pode se beneficiar de condições controladas de umidade e luz. Como outras plantas da família Araceae, pode ajudar a purificar o ar em ambientes internos. Tê-lo em casa pode ser um desafio, mas também uma experiência gratificante para amantes das plantas, especialmente devido ao seu visual impressionante e às suas necessidades específicas de cuidados. Uma mistura de terra vegetal, casca de arroz e composto orgânico é uma boa opção, para seu cultivo.

Todas as partes da planta são tóxicas se ingeridas, podendo causar irritação oral e gastrointestinal. Deve ser mantida fora do alcance de crianças e animais de estimação.

A maneira mais comum de propagar o Anthurium crystallinum é por divisão de touceiras. Cada divisão deve ter pelo menos uma folha saudável e raízes adequadas. Também pode ser propagado por estacas de caule com pelo menos um nó.

  • Sinônimos estrangeiros: crystal anthurium, laceleaf anthurium, (em inglês); anturio de hojas de cristal, (em espanhol); anthurium à feuilles de cristal, (em francês); anthurie mit kristallenen blättern, (em alemão); anturio dalle foglie di cristallo, (em italiano).
  • Família: Araceae.
  • Características: planta perene e herbácea.
  • Porte: 0,50 a 1,20 metros de altura.
  • Fenologia: verão.
  • Cor da flor: esverdeada e discreta, pouco vistosa.
  • Cor da folhagem: verde-escura.
  • Origem: América Central, Peru e Colômbia.
  • Clima: tropical e subtropical. Não suporta os frios, exigindo temperatura mínima de 16 °C.
  • Luminosidade: meia-sombra/sombra.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Secured By miniOrange