Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Archontophoenix cunninghamiana

seafórtia, palmeira-real, palmeira-australiana

Foto de Alejandro Bayer Tamayo from Armenia, Colombia, CC BY-SA 2.0, via Wikimedia Commons

Esta palmeira povoa áreas úmidas, especialmente próximas aos rios na Austrália. Possui um único estipe e suas folhas são pinadas. Depois da grande florada pendente, um convite à abelha arapuá, surgem frutinhos vermelhos, muito atrativos para os pássaros. O crescimento é rápido e pode ser usada formando grupos, desta forma os estipes adquirem uma leve curvatura, ocasionando um cenário interessante. Seu transplante deve merecer atenção especial, devido a suas raízes e mesmo com torrão requer precauções. O solo não precisa de muita fertilidade e o pH pode ser ácido, em torno de 4,0 a 4,5, mas uma adubação com o fertilizante Forth Palmeiras, farinha de ossos, cascas de ovos e cinzas de lenha, estimulam o viço da folhagem.

Foto de John Tann from Sydney, Australia, CC BY 2.0, via Wikimedia Commons

No sul e sudeste do Brasil, tornou-se uma espécie invasora , competindo espaço com o palmito-juçara, (Euterpe edulis), entretanto este fato não deve impossibilitar seu aproveitamento nos jardins.

A denominação Archontophoenix é do grego “archontos” que significa “governante ou chefe” em referência à sua aparência imponente e “fênix” em alusão à tamareira Phoenix. Já cunninghamiana é uma homenagem a Allan Cunningham, (1791 – 1839) um botânico e explorador britânico que coletou plantas na Austrália enviando-as para The Royal Botanic Gardens, em Kew.

Alejandro Bayer Tamayo from Armenia, Colombia, CC BY-SA 2.0, via Wikimedia Commons

É reproduzida através das sementes, estas germinam em aproximadamente três meses.

  •  Sinônimos estrangeiros: bangalow palm, king palm, Illawara palm, piccabben, piccabeen, (em inglês); palma cunningham, palma rey piccabeen, palmera del rey, palma alejandra,​ palmera real australiana​, palma de Alejandro, Alejandra, reina Alejandra, (em espanhol); palmiste de Cunningham, (em francês).
  • Família: Arecaceae.
  • Características: palmeira de grande valor ornamental.
  • Porte: 8 a 12 m de altura, com 5 metros de diâmetro de coroa foliar. No habitat alcança 25 metros.
  • Fenologia: primavera/verão.
  • Cor da flor: arroxeado claro.
  • Cor da folhagem: verde-médio.
  • Origem: leste de Austrália.
  • Clima: subtropical/tropical. Tolera geadas leves.
  • Luminosidade: pleno sol e meia-sombra na juventude.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.

Secured By miniOrange