Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Blechnum brasiliense

samambaiaçu-do brejo, xaxim-anão-brasileiro, xaxim-miúdo, blecno

Foto de Remember, Public domain, via Wikimedia Commons

Esta samambaia pertence a um gênero com 150 a 220 espécies, crescendo em locais com solos úmidos. Possui folhas arqueadas com a aparência de roseta, formando um tronco curto que surge com os anos. Entretanto a maioria dos Blechnum são acaules, caracterizando-se como herbáceas. No paisagismo pode ser apreciado sob a copa das árvores, em solos ácidos e ricos em matéria orgânica, formando maciços e também em áreas internas, em canteiros ou vasos, abrigada dos ventos e do sol intenso. Prefere temperaturas entre 16 e 24 º, com umidade ambiente elevada, mais de 60 %. Não é atacado por pragas nem abatido por doenças, raramente podem aparecer cochonilhas.

Foto de Daderot, CC0, via Wikimedia Commons

É uma planta ideal nos jardins tropicais, quando combinada com filodendros, guaimbês e helicônias.

Deve ser multiplicada pelos esporos no verão, que surgem no dorso das folhas.

Foto de Vojtěch Zavadil, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons

  • Sinônimos estrangeiros: helecho del Brasil, helecho enano, (em espanhol); brazilian dwarf tree fern, (em inglês); fougère pectinée, fougère à frondes pourpres, (em francês).
  • Família: Blechnaceae.
  • Características: samambaia perene, não ramificada.
  • Porte: 0,70 a 1,20 metros de altura.
  • Cor da folhagem: verde claro brilhante e rosa-salmão quando nova.
  • Origem: Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul do Brasil, Uruguai, Norte da Argentina, Paraguai, Peru, Bolívia, Colômbia, Equador, Venezuela e Guiana.
  • Clima: tropical/subtropical.
  • Luminosidade: meia sombra.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.

Secured By miniOrange