Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Cordia glabrata

louro-branco, louro-preto, louro-de-mato-grosso, freijó, claraíba, piquana-negra, frei-jorge

Foto de João Medeiros, CC BY 2.0, via Wikimedia Commons

Muito similar à Cordia trichotoma, diferenciando-se pela falta de pelos nas folhas, possui flores perfumadas atraindo beija-flores e abelhas e ocorrendo entre julho a setembro com a planta totalmente desfolhada, mais tarde as folhas surgem junto ao amadurecimento dos frutos, de setembro a outubro. A casca do tronco é acinzentada e escamosa.

Foto de Bernard DUPONT from FRANCE, CC BY-SA 2.0, via Wikimedia Commons

No paisagismo mereceria mais destaque, já que as flores duram bastante, diferentemente do que o ipê-branco (Handroanthus roseo-albus) que as brindam por poucos dias.

O nome genérico é dado em homenagem ao médico, botânico e farmacologista alemão Valerius Cordus (1515-1544), já glabrata é um epíteto latino que significa “sim pelo”.

É reproduzida por sementes logo que caídos os frutos, em solo areno-argiloso. A emergência ocorre em 15 a 30 dias, com uma germinação em torno dos 80% e as plântulas devem ser repicadas com 5 centímetros de altura e levadas ao local definitivo quando alcançarem 20 centímetros.

  • Sinônimos estrangeiros: black blonde, (em inglês); picuana, picuana negra, japuna qui, (em espanhol); petereby moroti, (no Paraguai).
  • Família: Boraginaceae.
  • Características: árvore caducifólia, pioneira, com madeira de elevado valor econômico.
  • Porte: de 4 a até 18 de altura.
  • Fenologia: inverno e início da primavera.
  • Cor da flor: branca.
  • Cor da folhagem: verde-clara.
  • Origem: na Caatinga e no Cerrado do Brasil, também na Argentina, Bolívia, Equador e Paraguai.
  • Clima: subtropical/tropical.
  • Luminosidade: sol pleno.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Secured By miniOrange