Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Schizocentron elegans

Quaresmeira rasteira, esquizocentro

Foto de C T Johansson, CC BY 3.0, via Wikimedia Commons

Esta forração, igualmente classificada como Heterocentron elegans, é da mesma família das quaresmeiras arbóreas, como a quaresmeira-roxa (Tibouchina granulosa) e o manacá-da-serra (Tibouchina mutabilis), entretanto sua característica é a de ser uma herbácea baixinha, ideal para acarpetar o solo, tanto a pleno sol como a meia-sombra, mas com o sol filtrado, sob a copa das árvores, floresce menos, embora conserve uma intensa densidade de folhagem. Também pode ser usada em vasos, onde seus longos ramos pendem e em taludes, nos quais se comporta de modo rastejante.

Não suporta as geadas nem as temperaturas altas do Norte do Brasil, sendo ideal para o Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste do país; não obstante é imune a pragas e doenças, apenas ocasionalmente pode ser atacada pelo pulgão verde, que deve ser controlado com inseticidas a base de óleo de neem. É adorada pelas abelhas. Nos meses mais quentes são necessárias regas diárias, para manter seu verdor viçoso.

Foto de Berton, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons

É reproduzida pela ramagem com raízes, em qualquer época.

  • Sinônimos estrangeiros: spanish shawl, trailing lasiandra, trailing princess flower, pink lady, (em inglês); mantón español, mantillo, cuaresmera, (em espanhol).
  • Família: Melastomataceae.
  • Características: herbácea perene e rasteira.
  • Porte: 10 a 30 centímetros de altura.
  • Fenologia: ano todo, mas principalmente na primavera, verão e outono.
  • Cor da flor: magenta, arroxeada.
  • Cor da folhagem: verde acobreada e avermelhada por baixo.
  • Origem: México, Guatemala, Honduras e El Salvador.
  • Clima: subtropical/tropical.
  • Luminosidade: pleno sol/meia-sombra.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.

2 Comments

  1. Oi Raul. Preciso de plantas que vão bem embaixo de escada com pouca iluminação. Vc pode me passar algumas? Obrigada e bjd

    • Oi Rosângela,

      Seguem algumas baixinhas que desenvolvem bem em locais escuros:

      Aglaonema commutatum – café-de-salão;
      Aspidistra elatior – aspidistra;
      Asplenium nidus – asplênio;
      Begonia rex – begônia;
      Calathea backemiana – caetê-lingua-de-cotia
      Calathea insignis – maranta-cascavel
      Calathea louisae – caetê-roxo
      Calathea Makoyana – planta-pavão
      Calathea ornata – maranta-riscada
      Calathea veitchiana – calatéia-pena-de-pavão
      Calathea zebrina – calatéia-zebrina
      Fittonia verschaffeltii – fitonia-mosaico;
      Guzmania sanguinea – bromélia-vermelha;
      Neoregelia carolinae “Tricolor” – bromélia- tricolor;
      Philodendron martianum – pacova;a
      Sansevieria trifasciata var. laurentii – espada-de-são-jorge-listrada;
      Siderasis fuscata – trapoeraba-peluda;(FOTO)
      Syngonium angustatum – pé-de-galinha;
      Tradescantia zebrina – lambarí;
      Zamioculcas zamiifolia – zamioculcas.

      Beijos

Secured By miniOrange