Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Wodyetia bifurcata

Extraordinária palmeira Australiana recentemente descoberta e descrita em 1983, a Rabo-de-raposa vem ganhando extrema popularidade em todo o mundo, por sua alta adaptabilidade a diferentes climas e solos e pela característica de ser uma das mais, senão a mais, plumosa copa de todas as espécies da família das Palmáceas. Pode ser empregada no paisagismo como espécime isolado, em grupos ou em fileiras formando muito bem o efeito “Palmeira-Imperial” ao longo de caminhos ou avenidas, porém numa menor escala de porte.

UM POUCO DA HISTÓRIA

Nomeada em homenagem a Wodyeti, um dos últimos aborígines e profundo conhecedor da flora e fauna da região da Baía de Bathurst em Melville Range, extremo nordeste de Queensland, Austrália. Por ser endêmica desta remota região, a palmeira só foi descrita em 1983, fator raro, levando em conta que a maioria das palmeiras foram descritas nos séculos 18, 19 e primeira metade do 20. Somente a partir de 1995 a espécie foi introduzida legalmente no mercado de plantas ornamentais Australiano e desde então vem progressivamente adquirindo popularidade pelo mundo. No Brasil está deixando de ser uma espécie rara sendo que a oferta de mudas e plantas vem aumentado e os paisagistas e entusiastas vem tomando conhecimento da disponibilidade dessa incrível palmeira.

ALGUNS FATORES

Além de ser uma palmeira muito atraente, a Rabo-de-raposa é de fácil cultivo, com suas folhas se desprendendo da copa quando secas sem a necessidade de poda, é também pouco atacada por pragas e doenças. Pode ser usada em jardins, parques ou calçadas a pleno sol ou meia sombra necessitando regulares regas no período de seca e uma boa quantidade de fertilizante químico ou orgânico na primavera e verão para se obter uma planta bem viçosa e exuberante.

A palmeira Rabo-de-raposa pode também ser cultivada em ambientes internos, desde que haja boa luminosidade e espaço.

ALGUMAS CARACTERÍSTICAS

Caule colunar, levemente cinza com proeminentes anéis escuros e ligeiramente dilatado no meio formando uma aparência de garrafa. 

Suas folhas, com folíolos extremamente estreitos, são dispostas como uma pluma circular dando singular aparência.

Seu enorme cacho de frutos ovais com o tamanho de um ovo de galinha ficam avermelhados quando maduros proporcionado mais um atrativo a essa graciosa palmeira.

  • Nome Científico: Wodyetia bifurcata
  • Exigências climáticas: Tropical ao Subtropical ameno
  • Porte: altura – 8– 12 metros copa – 3 – 4 metros
  • Nome popular: Rabo-de-raposa
  • Exigências de luz: Moderada, Alta
  • Crescimento: Moderado, Rápido
  • Origem: Nordeste da Australia
  • Exigências nutricionais: Moderada, Alta
  • Tolerância à seca: Moderada
  • Usos: Ambiente interno bem iluminado e no paisagismo isolada, em grupos ou fileiras
  • Exigências quanto ao solo: Adaptável
  • Tolerância ao sal: Baixa, moderada

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

84 Comments

  1. Boa tarde Raul, tem 6 mesed que plantei 2 unidades da rabo de raposa na calçada, comprei elas no vaso, já nasceram muitas folhas e a palmeira continua crescendo e evoluindo, estou incomodado pois tem palhas se perdendo as folhas mais velhas vão secando uma espécie de ferrugem em forma de bola nas folhas, também é perceptivel que as palhas que tem esses ferrugens geralmente tem tipo um fungo no caule da palha, notei que também tem na curva da palha, não sei se é fungo ou se é natual dela.

    • Boa noite Roberto,

      No caso de se tratar algum fungo, como ferrugem, que normalmente aparece como pequenas bolhas ou manchas amarelas, laranjas ou marrons nas folhas, proceda da seguinte maneira:

      Remova e destrua todas as folhas afetadas para evitar a propagação da doença. Certifique-se de descartar essas folhas longe das plantas para prevenir a reinfecção. Faça três pulverizações, semanais, com Cupro Dimy, tomando o cuidado de que este fungicida alcance todas as folhas.

      Regue as palmeiras pela manhã para que as folhas possam secar ao longo do dia. Evite a irrigação por aspersão que molha as folhas.

      Faça uma adubação como cinzas de madeira, livres de sal e/ou gordura, podem ser de lareira, padaria ou pizzaria, elas fortalecem as palmeiras, livrando-as de doenças.

      Abraços

      • Muito obrigado, estou aplicando o forth cobre, teria a mesma utilidade do Cupro dimy?

        • Olá Roberto,

          Sim, também é muito eficiente.

      • acabei de cortar as palhas mais doentes, ainda deixei algumas por medo da palmeira ficar deformada, agora cada uma tem 7 palhas, cortei 3 de cada.

        • Perfeito Riberto!

      • Desde já agradeço muito, tenho duas rabos de raposas e 4 hawaii’s.

        • Você merece, Roberto!

          Abraços

  2. As frutas da.rabo de.raposa são comestíveis? Da pra fazer doce?

    • Daniela,

      Sim, os frutos da Wodyetia bifurcata, são comestíveis. No entanto, é importante notar que, devido à sua natureza exótica e à falta de ampla comercialização, pode haver variação na qualidade e no sabor dos frutos dependendo da região e das condições de cultivo.

      Os frutos dessa palmeira são geralmente descritos como carnudos, adocicados, semelhantes a um tamarindo, o que os torna adequados para consumo fresco ou para preparações culinárias, como fazer doces, geleias, compotas ou sucos.

      Abraços

  3. oi, estou com uma rabo de raposa que está com muitas folhas secas e só apenas duas no centro que ainda está verdinha, será alguma doenca?

    • Oi Sinara,

      Esse sintoma pode indicar uma série de problemas. Corte as folhas secas e regue diariamente, na parte da manhã, molhando as folhas verdes.

      Abraços

Secured By miniOrange