Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

O Bosque Yatir

O deserto de Negev perdeu um pouco de terreno graças ao trabalho de Yosef Weitz.

O bosque Yatir

O bosque Yatir

No inicio da década de 1960, esse imigrante do Leste Europeu decidiu “invadir” as areias que ocupam 60% do território de Israel, localizadas no Sul do país. Estimulado pelo fundador do Estado de Israel, David Bem-Gurion (1886 – 1973). Primeiro Ministro na época, que pretendia plantar um bilhão de árvores, começou a titânica tarefa de gerar uma massa arbórea em uma região onde as precipitações anuais não alcançam os 200 milímetros.

O bosque Yatir e um lago artificial

O bosque Yatir e um lago artificial

Se passaram cinquenta anos e as investigações realizadas por centros científicos como o Instituto Weizmann demonstraram que, esse bosque composto basicamente por pinheiros, (Pinus halapensis) é capaz de fixar dióxido de carbono igualmente a outras florestas nativas, mostrando alta eficiência na captação de gases de efeito estufa graças ao aumento das chuvas na região registrado depois das árvores terem atingido a fase adulta.

Colheita de frutas no Yatir

Colheita de frutas no Yatir

Pesquisas recentes revelaram que uma única árvore capta aproximadamente 8 quilos de carbono anualmente. Yatir, com 3 mil hectares, sequestra 2,3 toneladas todos os anos, sendo que a capacidade de depuração atmosférica não para de aumentar na medida em que essas coníferas desenvolvem. Isso favorece a existência de comunidades que conseguem suportar o clima da região caracterizado pelos contrastes térmicos entre o dia, extremamente quente, com temperatura que pode atingir mais de 50°C, e à noite, bastante fria, além do aumento da umidade relativa ambiente que possibilita a formação de reservatórios de água para irrigar os vinhedos e outras frutíferas cultivadas.

Vinhos produzidos em Yatir

Vinhos produzidos em Yatir

O combate a desertificação é uma luta permanente em Israel e os resultados se mostram positivos, controlando a erosão eólica e melhorando a qualidade dos solos, permitindo assim uma produção de alimentos relevante.

Aqui, no Brasil, no Nordeste, especificamente na região do sertão, no Norte de Minas Gerais, em um pedaço do Espírito Santo, nos Pampas Gaúchos, no Cerrado do Tocantins e o Norte do Mato-Grosso temos áreas afetadas atualmente pela desertificação. No Piauí, por exemplo, 71% do seu espaço agrário foi tomado pela infertilidade de seus solos. A situação, bastante dramática, atinge uma área total de 1,3 milhão de km², isto significa 15% do nosso território, e envolve regiões já desertificadas e áreas suscetíveis, com elevado risco.

Para quem se interessar no combate a desertificação que afeta nosso país, recomendo o contato com a Keren Kayemet Leisrael – KKL: www.kklweb.org/institucional/ uma ONG que compartilha conhecimentos e experiências entre as nações, seus governos e seus cidadãos.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.

4 Comments

  1. Que lindo! Que sincronico saber dessa benção. Isso é que devemos fortalecer entre Brasil e Israel e sair dessa energia de “guerra”/desavenças/fanatismos. Tta beleza para resgatar juntos. Gratísdima, Raul Canôvas!!!!

    • Ah, fico feliz sabendo que gostou da matéria!

      Sei que o tempo irá sarar essas desavenças.

      Abraço grande!

  2. Apenas para ressaltar que foi um enorme prazer conhecer mais uma pessoa incrivelmente inspiradora!
    Abraços!

    • Oba Gustavo!

      Acho que todos nós conseguimos transformar esse sábado em um dia edificante.

      Obrigado pela atenção e a consideração.

      Abraços

Secured By miniOrange