Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Pergunte ao Raul – 2023

ATENÇÃO LEITORES

Informe na sua pergunta a sua região(Cidade e Estado). Pois estes dados são fundamentais para a elaboração precisa de sua resposta.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

243 Comments

  1. Boa tarde trabalho com Oliveiras e algumas variedades de palmeiras, sempre usei o inseticida Engeo Pleno (Tiametoxam) para combater pragas porém esse produto foi proibido a venda, podes me indicar outro produto para substituir o Engeo pleno?

  2. Senhor Raul, gostaria de descobrir se há uma variedade de Asplenium com manchinhas nas folhas? Vou enviar foto por email. Pesquisei mais não descobri qual variedade é. Obg

    • Simoni,

      Se o Asplenium não estiver recebendo nutrientes suficientes, como nitrogênio ou ferro, pode desenvolver manchas amarelas nas folhas.

      Também o excesso de água ou drenagem inadequada pode ocasionar esse sintoma. O encharcamento do solo pode causar danos às raízes da planta, levando a problemas como manchas amarelas nas folhas.

      Abraços

  3. Olá, Senhor Raul, tenho do Antúrio andraeanum (espata dupla), demorei para conseguir descobrir o nome da variedade. Pesquisei e nem banco de imagens não têm muita informação. Será q é um pouco rara de encontrar dele? Enviei foto no seu e-mail, ok
    Muito obg

    • Oi Simoni,

      Acredito que essa variedade com espata dupla seja o resultado de tratamentos químicos durante o cultivo da planta.

      Abraços

  4. Olá, Senhor Raul, gostaria de saber qual o nome ou variedade dessa rosa q tem poucas pétalas?.
    Vou enviar foto no seu e-mail ok
    Muito obg

    • Olá Simoni,

      Existem milhares de variedades de rosas no mundo, o que torna difícil identificar pelas fotos que me enviou. Mas esta parece ser uma Rosa gallica.

      Abraços

  5. Olá Raul!!Espero que esteja bem..
    Tenho 6 floreiras externas que fazem.parte do muro..gostaria de sugestões de plantas rústicas que dessem flores durante o ano todo..atualmente está com a margarida do cabo..mas já fazem muitos anos..gostaria de trocar..Desde já obrigada

    • Olá Solange,

      Para o clima de Curitiba recomendo estas, que são rústicas e não precisam de muito trato:

      Veronica spicata – verônica;
      Hypericum inodorum – hipérico;
      Gardenia jasminoides “Veitchii”  – jasmim-do-cabo-anão;
      Berberis thunbergii – berberis;
      Buddleja davidii – budleia;
      Calliandra twedii – esponjinha-vermelha;
      Spiraea cantoniensis – buquê-de-noiva;
      Lavandula angustifolia – alfazema;
      Plumbago auriculata – bela-emilia;
      Nandina domestica – nandina.

      Abraços

  6. Olá, Sr Raul! Aqui é a Adriana de Brasília. Eu tenho plantas que estão custando a crescer ou dar flores. Será que é adubação? Ou estão no local errado? Alpinia zerumebete variegata está em sol pleno, praticamente um ano segue muito pequenas, medinila magnífica está em meia sombra mas não dá flores já deve ter 3 ou 4 anos; estrelitza sol pleno, mas ainda pequenas também e por último batata roxa ornamental está meia sombra, quando atinge uns 30 cm morre e brota de novo.. será que o sr pode me dar uma luz? Grata

    • Olá Adriana,

      Seguramente o fato de não desenvolverem e tampouco florirem é devido a falta de nutrientes. Recomendo uma adubação com farinha de ossos e torta de algodão, além de boas regas, sempre na parte da manhã.

      No caso da batata roxa ornamental, recomendo aduba-la com cinzas de lenha, livres de sal e/ou gordura, podem ser de padaria, pizzaria ou lareira.

      Abraços

  7. Ola seu Raul,palmeira tamareira dactylifera medjuol, na região de Porto Alegre é viável o plantio para paisagismo?,E qual a média de crescimento anual em terra boa e bons cuidados.

    • Olá João,

      O Phoenix dactylifera ‘Medjool’ é conhecido por ser uma palmeira muito apreciada por seus frutos grandes e suculentos. No entanto, Porto Alegre, pode não ser o ambiente ideal para o cultivo dessa espécie. Elas preferem climas quentes e secos, típicos de regiões desérticas, enquanto Porto Alegre tem um clima subtropical úmido.

      Geralmente crescem entre 30 a 60 centímetros por ano em condições ideais de clima e solo. No entanto, em Porto Alegre, o crescimento pode ser significativamente mais lento devido às condições climáticas desfavoráveis.

      Abraços

  8. Olá Raul, como vai?

    Eu plantei um pandanus há cerca de 06 meses e notamos que há 02 meses as folhas começaram a ficar amarelas e com aspecto de seca.

    Segue foto abaixo: https://tinypic.host/images/2024/04/03/WhatsApp-Image-2024-04-03-at-12.17.12-PM.jpeg

    É normal as folhas ficarem assim ou tem algo de errado?

    Obrigada.

    • Olá Letícia,

      Não é normal, seguramente é falta de água, deve rega-lo com mais frequência e tire as pedras, já que elas podem desidratar a planta. Faça uma adubação, também, com farinha de ossos.

      Abraços

  9. Oi, Raul! Tudo bem?
    É sempre uma alegria acompanhar seu blog, suas aulas e tudo possível.
    Sou de Niterói, Rio de Janeiro, e pretendo usar jardineiras para plantar espécies que possibilitem diminuir o acesso a um muro baixo (0,80 m) com defesas pontiagudas (perigoso para crianças) e também disfarçar a vista dessas defesas. Estou com dificuldade em definir a altura mínima das jardineiras, tenho encontrado os tamanhos de 80 cm comprimento x 22 cm altura e também de 76 cm comprimento x 30 cm altura.
    Acha que a altura de 20 a 30 cm seria suficiente para plantas como helicônia-papagaio, orquídea-bambu, por exemplo?
    Agradeço desde já!

    • Oi Agatha,

      Agradeço seu carinho!

      Sim, 30 centímetros é uma boa profundidade para essas plantas, desde que use um bom substrato com uma camada de pedra britada Nº 1 por baixo.

      Abraços

      • Muito obrigada pelo retorno, mestre! Farei conforme sugerido.

        • Você merece, Agatha!

          Abraços

  10. bom dia Raul , e muito obrigado pelas dicas importantes pra todos nós.
    Preciso de uma arvore de sombra e frutos , com raiz que não danifiquem as calçadas.
    Minha casa fica beira mar , no sul de Santa Catarina.
    abração!

    • Boa tarde Luiz Carlos,

      Recomendo estas:

      Aroeira-pimenteira – Schinus terebinthifolius;
      Campomanesia phaea – cambuci;
      Eugenia brasiliensis – grumixama;
      Inga laurina – ingá-da-praia.

      Abraços

  11. Boa Tarde, Raul
    Tudo bem? Espero que sim.
    Gostaria de saber se essa arvore ainda tem salvação. Vou te encaminar no email, pois não tem a opção de carregar fotos.
    Ivana de Americana _Sp
    Desde já agradeço atenção. Abraços Ivana

    • Bom dia Ivana,

      Já respondi por e-mail.

      Abraços

  12. Senhor Raul. Tenho uma Violeta de flor Verde (Buckeye Irish Lace), gostaria de saber se essa cor é rara? Tentei pesquisar na internet + encontrei pouquíssima informação.
    Vou te enviar foto no seu e-mail ok
    Postei foto no face da revista natureza:https://www.facebook.com/share/p/QCzRCatyaF3CAxHF/?mibextid=oFDknk
    Muito Obg dez de já

    • Boa noite Simoni,

      Se trata da Saintpaulia ionantha “The Green”, uma variedade de violeta-africana, apreciada por suas flores esverdeadas e folhagem atraente.

      Essa violeta-africana é nativa da África tropical e cresce bem em ambientes internos com luz indireta e temperaturas moderadas.

      Abraços

  13. Bom dia, Raul! Td bem?

    A minha roseira está com manchas nas folhas (parece fungo). Tem um pouco no caule e algumas colchonilhas, em algumas folhas. Estou na Região Norte e chove bastante, nesse período. O q posso usar para tratar?

    • Bom dia Élvia,

      As cochonilhas podem ser combatidas pulverizando as roseiras três vezes, semanalmente, com Dimy Neem.
      Evite molhar as folhas durante a irrigação para reduzir a umidade ao redor da roseira. Tente irrigar a base da planta de manhã cedo para permitir que as folhas sequem durante o dia. Isto evitará a propagação dos fungos que são combatidos com pulverizações feitas com Cupro Dimy.

      Abraços

      • O Cupro Dimy é em qual concentração e é semanal?

        • Élvia,

          Dissolva 50g em 1 litro de água. Se necessário reaplique após 15 dias para garantia de eficiência do produto.

          Abraços

  14. Gostria de saber sobre o nome de uma planta.Como posso enviar a imagem? Abraço

  15. Oi querido Raul! Tudo bem com vc?
    Me ajuda? Quero usar plantas com flores comestíveis em um restaurante. Mas como faço para afastar os pulgões pois lavamos as flores no momento de servir a comida e eles continuam lá!!!
    De qualquer forma, muuuito obrigada!

    • Olá querida Juliana,

      Tudo bem comigo e com você?

      Em um recipiente com água salgada (misture água com sal) e vinagre em partes iguais, mergulhe as flores por alguns minutos. Isso pode ajudar a matar os pulgões e outros insetos presentes. Certifique-se de enxaguar bem as flores após a imersão, agitando-as delicadamente, para remover qualquer resíduo de sal e vinagre.

      Seguindo essas etapas, você pode garantir que as flores comestíveis em seus pratos estejam livres de pulgões e prontas para consumo seguro.

      Abraços

  16. Boa noite Raul
    Juilson de Barra Velha SC.
    Estou com problema em algumas cerejeiras do Japão elas estão apodrecendo o troco,já apliquei fungicida, inseticida e não resolve o problema,sabes me informar que tipo de doença pode ser e como tratar?

    • Boa noite Juilson,

      Seguramente se trata do câncer do cancro das cerejeiras. Este é um problema sério que pode afetar severamente as cerejeiras, causando lesões nas cascas dos ramos e do tronco, levando eventualmente à morte da árvore.

      Remova os ramos afetados pela doença, cortando-os abaixo das áreas lesionadas. Isso ajuda a conter a propagação da doença.
      É importante desinfetar as ferramentas de poda entre cada corte para evitar a disseminação do fungo. Isso pode ser feito usando álcool isopropílico ou uma solução desinfetante.
      Alguns fungicidas à base de triazóis, como o tebuconazol, podem ser eficazes no controle do cancro das cerejeiras. Esses produtos ajudam a prevenir o crescimento e a propagação de fungos, protegendo as árvores contra infecções.

      Abraços

Secured By miniOrange