Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Famílias Botânicas

Vamos falar um pouco sobre as Famílias Botânicas? De uma forma leve e despretensiosa podemos começar a descrevê-las nos seus aspectos principais, mas sem a pretensão de uma publicação científica.

Mas, o que é uma família botânica? É um termo da taxonomia criado por Lineu no século XVIII. A família agrupa um conjunto de gêneros, que por sua vez agrupa um conjunto de espécies. Para a botânica é a categoria de maior importância, quando se está interessado em classificar um material botânico.

O nome da família apresenta sempre a terminação “aceae”.

Hoje vamos falar sobre a maior família das Eudicotiledôneas.

Família Asteraceae (Compositae)

Margarida – Chrysanthemum leucanthemum

Margarida – Chrysanthemum leucanthemum

Com aproximadamente 1600 gêneros e 2300 espécies a Asteraceae possui uma distribuição cosmopolita. No Brasil são 300 gêneros e 2000 espécies.

São plantas de hábitos muito variados, ervas, subarbustos, trepadeiras e excepcionalmente árvores. A grande maioria são plantas de pequeno porte. Folhas variadas, inteiras ou fendidas, de disposição alterna ou oposta, podem ter leite ou não e podem ou não apresentar espinhos, margem inteira ou serreada. Flores sempre reunidas em inflorescências, características do tipo capítulo – as flores são densamente condensadas em forma de um círculo ou disco com flores sésseis, formando um miolo e geralmente guarnecida por brácteas. Para mim esta é a característica visual que mais identifica a família. Fruto geralmente do tipo aquênio – fruto seco que não se abre.

Asteraceae – espécies ornamentais

Crisântemos (Chrysanthemum spp) ; Dália (Dahlia pinnata); gazânia (Gazania rigens); zínia (Zinnia elegans) ; Trepadeira mexicana (Senecio confusus) ; Trepadeira africana (Senecio mikanioides).

Asteraceae – espécies de importância econômica e alimentícia.

Girassol (Helianthus annuus); alface (Lactuca sativa); chicória, almeirão, escarola, alcachofra (Cynara scolymus)

request-4_2

request-4_1

Asteraceae – espécies medicinais

carqueja (Baccharis trimera); a camomila (Matricaria recutita); o guaco (Mikania spp); a estévia (Stevia rebaudiana); mil folhas (Achillea millefolium).

Carqueja

Estévia

Asteraceae – plantas invasoras

picão, serralha, vassourinha, dente de leão, a losna branca etc. Muitas destas, hoje usadas como PANCS (plantas alimentícias não convencionais).

Asteraceae são comuns no cerrado e nos campos abertos, no interior de florestas são pouco comuns.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.