Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Adenium obesum

Adenium obesum

Incrível e extraordinária espécie tropical facilmente reconhecida apenas num passar de olhos. Com características muito próprias, dificilmente há outra espécie que se assemelhe com a Rosa do deserto. Dentro dessas características podemos citar, seu caule dilatado e com formas retorcidas na base, impressionante e abundante florescimento durante quase o ano inteiro (principalmente na primavera e fim do verão-início de outono), longevidade, alta resistência à seca, aspecto natural de Bonsai e uma grande variação de tons, formas e tamanhos de flor que são de tirar o fôlego.

Pode ser usada em vasos ou bacias a pleno sol ou meia sombra bem iluminada, necessitando de poucos tratos. Melhor usada no paisagismo em grupos.

Adenium obesum

É importante ressaltar que a rosa do deserto entra em estado de dormência no inverno em climas subtropicais sendo necessário nesse período a diminuicão das regas.

  • Nome Científico: Adenium obesum
  • Exigências climáticas: Tropical ao Subtropical ameno
  • Porte: altura – 1 – 2 metros – copa – 0.5 – 1 metro
  • Nome popular: Rosa do deserto
  • Exigências de luz: Moderada, Alta
  • Crescimento: Moderado
  • Origem: Norte da África, Oriente Médio
  • Exigências nutricionais: Moderada, maior na época de floração e crescimento
  • Tolerância à seca: Alta
  • Usos: Ambiente interno com boa luz e paisagismo a pleno sol
  • Exigências quanto ao solo: Drenado
  • Tolerância ao sal: Moderada

Responder Ana Lúcia Tadei Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.

19 Comments

  1. Eu tive uma há muitos anos mas depois foi pro céu das plantas (como diz o meu amigo Murilo).

    • Ah, que pena…

  2. Prezado Raul,

    Minhas mudas de RD não estão com um bom desenvolvimento. As folhas aparecem com umas manchas (pontinhos esbranquiçados), como também as folhas novas aparecem teias. As RD raramente florem. Elas estão expostas ao sol e tem um substrato drenante. Do que se trata? Como sanar o problema?

    • Boa tarde Ubirajara,

      Essas teias evidenciam a presença de ácaros, que também provocam esses pontinhos esbranquiçados.

      Para combater essa praga pulverize com Forth Enxofre, três vezes, semanalmente.

      Uma adubação com farinha de ossos irá estimular a florada.

      Abraços

  3. Tenho uma rosa do deserto que apresenta botões de flores mas nunca abrem,secam e caem. Parece que não tem força para abrir.

    • Helena,

      Acho que isto se deve a uma deficiência nutricional. Recomendo a pulverização com o fertilizante BioGain Florada, este produto estimula a abertura das flores, também use um pouco de farinha de ossos, mais ou menos 50 gramas.

      Abraços

  4. Muito top suas postagens Raul!!! Parabéns!!!

    • Ah, Leonardo,

      Que bom que está gostando das matérias que escrevemos!

      Grande abraço!

  5. Boa noite, você tem rosa do deserto variegata

    • Bom dia Nelson,

      Não comercializamos mudas de plantas.

      Abraços

  6. Olá bom dia achei uma planta jogada agora pouco, parece uma rosa do deserto, se ñ for que planta é e o que devo fazer para cuidar dela?
    Obrigado

  7. “Salvei” uma planta que estava jogada fora. Ela floriu em São Paulo. Quando a trouxe para o litoral parece estar “sofrendo”, folhas com bordas enrugadas. Recebe o sol da manhã e muita luz a tarde.
    Está em vaso de barro a céu aberto.

    • Ana Lúcia,

      A deficiência de molibdénio é maior em solos ácidos, as folhas se apresentam enroladas e amareladas entre as nervuras; os sintomas surgem nas folhas mais velhas. É este o sintoma de sua muda?

      Se o caso for esse use molibdato de sódio da Nutriplan, ele corrige a deficiência.

      Abraços

  8. Tenho 3 plantas adultas há mais de um ano e só tiveram flores quando comprei,flores esta o com as folhas lindas, como posso estimular a floração?

    • Olá Liliane,

      Para estimular a florada da rosa-do-deserto (Adenium obesum) regue a cada 20 dias com o fertilizante PLANTAFOL 05-15-45 da Valagro, diluindo 4 gramas por litro de água. É importante fazer isto logo cedo de manhã, meia hora depois de regar com água pura a planta de forma moderada, sem encharcar o solo.

      Abraços

      • Eu usei 1 grama por litro d’água e percebi que toda vez após essa adubação os brotos secam, rego apenas no substrato. já viu algo do tipo?

        • Isaias,

          Deve regar apenas o solo, para que não aconteça isto de secar os brotos.

          Abraços

  9. Aqui o clima ´e bem quente,chegando a 48
    graus.coloquei minhas adeniuns a sol pleno e observei qu duas delas estavam com as folhas queimadas,fiquei triste,pois elas estavam muito bem.como devo proceder?

    • Olá Antônia,

      Observe que no texto acima falamos:”Pode ser usada em vasos ou bacias a pleno sol ou meia sombra bem iluminada”.

      Considerando que em Aquidauana as temperaturas mínimas são, em média, de 18º e as máximas ultrapassam as vezes os 40º você deve cultivar seus Adeniuns em um local com sol filtrado ou orientados, apenas, para o sol da manhã.

      Abraços