Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Paubrasilia echinata

pau-brasil, pau-de-pernambuco, arabutã, ibirapiranga, ibirapitá, ibirapitanga, orabutã, pau-de-tinta, pau-pernambuco,  pau-rosado

 

Antes chamada de Caesalpinia echinata, ganhou recentemente a nova denominação botânica: Paubrasilia echinata. Isto se deve a que a árvore nativa representa uma única e distinta linhagem evolucionária, o que lhe concedeu o direito de ter seu próprio gênero. Foi ela a responsável pelo nome do país: Brasil, já que a palavra deriva de brasinha, por causa da cor púrpura da seiva.

No século XVI, quando os navegantes portugueses desembarcaram, a espécie era corriqueira no litoral brasileiro, foi por esse motivo que apelidaram o país de “Terra do Brasil”. A indústria têxtil ficou muito interessada por causa da seiva vermelha que o tronco exsudava, por esse motivo cortaram-se uma imensidão de árvores deixando a espécie quase extinta. Atualmente, apenas, sua madeira é utilizada na confecção de arcos de violinos. O tronco, os ramos e até o fruto possuem acúleos (espinhos), produzindo frutos, quase sempre, quando plantada em grupos.

Pode ser aproveitada na arborização urbana e no paisagismo quando se procura uma boa sombra, devendo – se considerar sua longa vida, que pode ser de até 300 anos.

  • Sinônimos estrangeiros: brazilwood, pernambuco tree, (em inglês); palo brasil, pernambuco, (em espanhol); pernambouc, (em francês).
  • Família: Fabaceae.
  • Características: árvore de copa globosa.
  • Porte: 7 a 12 metros.
  • Fenologia:  setembro a outubro.
  • Cor da flor: amarela com o centro púrpura.
  • Cor da folhagem: verde médio.
  • Origem: Desde o Ceará até o Rio de Janeiro.
  • Clima: Tropical/subtropical.
  • Luminosidade: sol pleno.

Raul Cânovas nasceu em 1945. Argentino, paisagista, escritor, professor e palestrante. Com 50 anos de experiência no mercado de paisagismo, Cânovas é um profissional experiente e competente na arte de impactar, tocar, cativar e despertar sentimentos nos mais diversos públicos.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.