Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Tetradenia riparia

falsa-mirra, limonete, pluma-de-névoa, incenso, pau-de-incenso, umuravumba

Este arbusto não deve ser esquecido quando projetamos jardins em regiões com longas estiagens. A falsa-mirra (a verdadeira mirra é a Commiphora myrrha) não tolera invernos chuvosos nem solos encharcados, devendo ser cultivada naqueles profundos e arenosos. Desse modo responde com floradas perfumadas, atraindo abelhas, borboletas e outros polinizadores. Seu desenvolvimento é rápido, florindo no primeiro ano de implantação e agradece podas suprimindo 50% dos ramos após o florescimento. Essas estacas, resultantes da poda, podem ser aproveitadas para produzir novas plantas já que enraízam com facilidade.

Nos países africanos as folhas que são pegajosas e deixam um forte cheiro quando esmagadas com os dedos, são adicionados às sementes e grãos armazenados para impedir a proliferação de gorgulhos e outras pragas prejudiciais. Elas repelem também traças, ácaros e a mosca branca. O nome da espécie, “riparia”, significa que abunda nas margens dos rios, onde é frequentemente encontrada em seu habitat nativo, sempre nas regiões de secas prolongadas.

A população Zulu usam a falsa-mirra para acalmar dores de estômago, combater a febre de dengue, as gripes, as diarréias e contra a malária. Também inalam o perfume das folhas esmagadas para aliviar dores de cabeça. É comprovada sua eficiência antimicrobiana combatendo várias bactérias e fungos.

Sua silueta é notável no final de agosto e primeiras semanas de setembro, devido a florada que prenuncia a primavera.

  • Sinônimos estrangeiros: misty plume bush, ginger bush, musk bush, mountain mist – gemmerbos, (em inglês); mirra, gengibre arbustivo, (em espanhol); watersalie (em africano); iboza, ibozane, (em Zulu); chororwe (em shona, língua africana falada na metade norte do Zimbabwe, no leste da Zâmbia e nas províncias de Manica, Tete e Sofala de Moçambique), faux patchouli, (em francês); tetragonio, (em italiano).
  • Família: Lamiaceae
  • Características: arbusto.
  • Porte: 1,50 metros a 2,00 metros de altura.
  • Fenologia: final do inverno.
  • Cor da flor: brancas e as vezes lilás ou cor de rosa.
  • Cor da folhagem: verde-acinzentada.
  • Origem: África do Sul, Malawi, Suazilândia, Namíbia, Angola até a Etiópia.
  • Clima: Subtropical/temperado. Não suporta geadas.
  • Luminosidade: sol pleno.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.

32 Comments

  1. Qual a melhor época para poder o incenso e como podar

    • Marco,

      Como é explicado no texto, as podas devem ser feitas suprimindo 50% dos ramos após o florescimento. Essas estacas, resultantes da poda, podem ser aproveitadas para produzir novas plantas já que enraízam com facilidade.

      Abraços

  2. Raul graças a você conseguiu identificar essa planta maravilhosa que tinha na casa da minha mãe.
    Agora tenho uma muda que ganhei da minha vizinha.
    Improvisei colocando a estaca no mesmo vaso de uma Dracena.
    Agora vou separar, e plantar bom vai só pra ela.
    O que você me recomenda?
    Substrato, adubo e rega?

    • Rozanna,

      Ah, que bom que minha ajuda colaborou com você!

      Ela deve ser cultivada a pleno sol, em uma mistura de 60% de Forth Condicionador Solos e 40% de areia média lavada. As regas devem ser moderadas, já que é uma planta que não se dá bem em áreas úmidas.

      Abraços

  3. A minha floresceu e agora as flores estão caindo… normal? Como podar?

    • Simone,

      As flores caem por uma deficiência nutricional. Agora corte as extremidades dos ramos, eliminando a florada. Quando surgirem novos botões faça pulverizações com o fertilizante BioGain Florada, da Rigrantec. Ele é muito eficiente para segurar as flores de sua falsa-mirra.

      Abraços

  4. Otima informação tenho em vaso pequeno,mas pretendo aumenta para doar.

    • Ah, que bom João Carlos! Faça isso sim!!!

      Abraços

  5. Olá tenho a planta gostaria de saber se pode tomar o chá desta planta

    • Olá Uilsineia,

      As folhas são utilizadas em forma de chá, em Ruanda, África, principalmente, como remédio para doenças como malária, angina, gastroenterites, diarreia, abscessos dentários, dores de cabeça, bronquites, tosses, úlceras, doenças renais e febres.

      Aqui, no Brasil, há um hábito de usar a infusão das folhas pode tratar gastroenterite. A decoção e infusão também podem ser utilizadas para tosse, dores de garganta e como antimalárico.

      Abraços

  6. Olá, ótima matéria!
    É uma planta perene, quanto tempo até replanta-la?

    • Olá Jonathas,

      Obrigado! Sim, é perene. Depois de ela florescer pode fazer estacas dos ramos, elas enraízam facilmente.

      Abraços

  7. Descobri que aqui no quintal tem a falsa mirra, seu artigo foi bem esclarecedor. Obrigada!

    • Mary,

      Que bom!

      Abraços

  8. AS FLORICULTURAS CONSEGUEM MUDA?

  9. Olá, gostaria de saber a forma correta de fazer a poda dessa planta.

    • Helém,

      Em agosto é bom fazer uma poda radical, deixando apenas ramos a uma altura de 60 centímetros.

      Abraços

  10. Quando ocorre a colheita em cultivo comercial?

    • Marilia,

      Depois da florada e o maior rendimento de óleo essencial ocorre nas plantas cultivadas nos tratamentos de 30% e 50% sombreamento.

      Abraços

  11. Como se usa?

    • Deise,

      Não entendi sua pergunta. Você poderia ser mais esclarecedora?

  12. A geada queimou minha falsa Mirra mas não matou a planta
    Posso podar ou não?

    • Sim Márcia,

      Faça uma poda radical e ela brotará novamente. Inclusive com mais força.

      Abraços

  13. Tem onde comprar a mirra verdadeira aqui no Brasil? ?

  14. Qual a diferença entre a Commiphora myrrha e a Tetradenia riparia? Eu minha tia tem essa planta em casa mais eu não sei qual especie ela é já que foi um presente. Tem como saber a diferença pela folha?

    • Ana,

      A Commiphora myrrha é uma árvore espinhenta, caducifólia, que pode alcançar 5 metros de altura, com flores vermelho-amareladas, e frutinhos pontiagudos. Nativa da Somália, da Etiópia, Índia e Tailândia é a auténtica mirra. Já a Tetradenia riparia, conhecida como falsa-mirra, limonete, pluma-de-névoa, incenso e pau-de-incenso, é um arbusto que não ultrapassa os 2 metros de altura. Para saber mais sobre ele clique em: http://www.jardimcor.com/catalogo-de-especies/tetradenia-riparia/

      Abraços

  15. Minha muda está sem folhas neste momento… Por que será?

    • Isso não é normal, Mariangela,

      Faça uma poda leve e adube-a com torta de mamona.

      Abraços

  16. ADOREI conhecer através do Senhor. OBRIGADA!

    • Ah, que bom, Carmela!